OFICINAS

O workshop Projetar tem enquanto proposta trabalhar com novas perspectivas de aprendizagens com cinema e o audiovisual no ambiente escolar.

Público Alvo: educadoras, professorxs do ensino formal, estudantes de licenciatura e pesquisadoras da área.

16 a 18 de maio | 09h às 12h | IPHAN

MEDIADORA  |  MAIANA BRITO

Vídeo Crônicas: Narrativas de Mulheres   

MEDIADORA  |  LUARA DE

16 a 18 de maio | 14h às 17h | IPHAN

A partir da exposição do curta-metragem Sô isso não, Dona, as participantes debaterão a história de vida dessas mulheres. Será proposto um exercício onde elas contem suas histórias, reflitam sobre suas experiências e aprendam como transpor para o audiovisual, por meio da técnica cinematográfica. Juntas, construirão um curta-metragem utilizando a câmera câmera de celular para filmagem.

As inscrições são presenciais.

  Roteiro de Documentário   

Oficina de Roteiro de Documentário é uma introdução ao universo da escrita documental e de suas estratégias narrativas, bem como oferece uma discussão prática a partir de longas-metragens. A oficina tem duração de quatro encontros, nos quais serão potencializados temas como a escrita documental, as técnicas para escrita de projeto, roteiro de filmagem e roteiro de montagem e o desenvolvimento de um olhar subjetivo da documentarista.

MEDIADORA  | LETÍCIA SIMÕES
MEDIADORA  |  ANA BEATRIZ

  N'gomku    

17 a 19 de maio | 09h às 11:30h |CINE THEATRO 

N'gomku é uma palavra criada a partir de outras duas palavras de diferentes línguas africanas: Ngoma (que significa mover energia em bantu) e Iku (que significa morte em ioruba) - se N'gomku tivesse uma tradução seria “ mover a energia da morte”. Inspirado no Butoh, o método desenvolvido pela performer pesquisadora Ana Beatriz Almeida, estimula estados alterados de percepção, através de uma meditação ativa usando movimentos das sete principais divindades desses ritos. Entre a respiração e o movimento, o método propõe um estado corporal denso e profundo, além de uma conexão com experiências ancestrais que permanecem adormecidas durante a rotina diária das comunidades ocidentais.

16 a 19 de maio | 08h às 12h | FUNDAÇÃO HANSEN

 

ARTICULAÇÃO COM MULHERES

Por um cinema plural e político: a busca por equidade nas produções

MEDIAÇÃO | Ohana Sousa (Coletivo Gaiolas - MAR)   COM |  Bruna Leite (MAPE-PE), Carine Fiúza (UMA-PB), Luana Rufino ( SAM-ANCINE),  Mariani Ferreira (POA). 

ORGANIZAÇÃO: Coletivo Gaiolas

17 maio | 16:30h | TABERNA DOM PEPE

A produção de obras audiovisuais e seu consumo constituem em um exercício de cidadania e afirmação cultural da sociedade. Pensar ações voltadas para realização por mulheres no audiovisual é compreender a desigualdade do setor e a partir disso criar mecanismos de transformação e inclusão. Buscamos mostrar meios de produção ligados a criação e políticas voltadas à mulheres para relacionar com o conhecimento compartilhado nas experiências dos encontros do evento, com o objetivo de acompanhar e dinamizar propostas que fortaleçam a realização da mulher nos diversos âmbitos do cinema brasileiro.

Nossa forma de ver, olhar e fazer: Como o olhar intervém nas narrativas construídas?

MEDIAÇÃO | Clarissa Brandão  COM |  Érica Sansil (RJ), Íris de Oliveira (BA), Lílis Soares (RJ), Stella Zimmerman (PE)

ORGANIZAÇÃO: Produtora Rebento, Rede de Cinema Negra 

18 maio | 16:30h | TABERNA DOM PEPE

Dentro dos campos de atuação em cinema nossa existência é luta! Mas nem só de luta se faz cinema, a luta, a dor, as angústias e as alegrias que nos rodeiam deve-se unir a linguagem, a construção narrativa e a formas de se fazer cinema a partir dos nossos múltiplos olhares. Discutiremos nesta mesa, nossos processos criativos, para além da direção, focando nas diversas áreas de atuação do fazer audiovisual coletivo.

 

INTERVENÇÃO ARTÍSTICA

7-site-cabecalho.png
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram